quarta-feira, 21 de março de 2012

O carrossel de QB da NFL em uma palavra: Meh


Tradução da coluna do Duff na ESPN:
Alex Smith e Matt Flynn podem ser ótimos neste ano, mas também podem ser… meh.

Eu amo as expressões em mensagens de textos que muitas vezes aparece em fóruns online. Isto é descrito “meh” e, praticado na vida real, pode ser acompanhado por um “dar de ombros” ou um sorriso sarcástico. Meh, simplesmente, significa mediano/medíocre.
Meh parece ser mais comumente usado em fóruns de música, como em:
Usuário 1: “Eu realmente amei a nova jam do Skrillex!”
Usuário 2: “Sério? Eu acho um tanto meh
Esta mistura épica de quarterback na NFL viu uma tonelada de times na mega-disputa pelo Grande Prêmio Manning. O Niners foi o tipo todo-sorrateiro com as aquisições dos wide receivers Randy Moss e Mario Manningham, e deixando o QB “um-jogo-afastado” Alex Smith ir conversar com o Miami, tudo na esperança de conseguir Peyton Manning.

O Denver Broncos, claro, segurou Manning até a manhã de segunda-feira, e deixou o bronze lá em Denver com a decisão de deixar o fã favorito Tim Tebow ir. Mas sejamos honestos aqui sobre o Tebow. Ele parece ser um grande cara, com uma ética de trabalho que parece nunca ir embora. Ele é forte como um touro. Mas ele nunca poderia correr no tipo ofensivo que o Broncos agora vão preparar na Mile High para Manning. Dois conjuntos de habilidades completamente diferentes. Assim, Tebow nunca poderia ser um backup viável para aprender com um sábio que estaria correndo pro lado ofensivo que é oposto polar do que Tebow faz.
E agora, Tebow sem aquele Broncos que estava ao seu lado no último campeonato, pode ser um desses QBs que são apenas meh. Desculpa, Nação Tebow.
Ouvi na radio de esportes que Chad Henne está fazendo ronda também. Totalmente meh.
E de volta a Alex Smith. Todos nós pensamos que ele era muito mediano e um QB limitado até Jim Harbaugh assumir o programa em S.F. [San Francisco], e dar a Smith sua confiança e um tapinha nas costas. Apesar de assegurar um novo acordo com San Francisco, ele estará um pouco mais amargo após a busca por Manning? E ele poderia voltar a ser apenas meh novamente?

E finalmente, e sobre meu amado Seattle Seahawks? Inferno, Manning não iria mesmo entrar no avião que o proprietário do Hawks, Paul Allen, enviou para Denver na última semana. Nós somos uma espécie de corte de cabelo engraçado, café abastecido, tanto quanto o sonho de destino para os tops NFLers. Mas nós fizemos bem com um potencial meh backup do Green Bay, para Brett Favre em Matt Hasselbeck. Nós damos uma chance média porque nós crescemos acostumados em usar óculos cor-de-rosa. Nós temos. Olha o Mariners. Nós perdemos nosso amado Sonics. Eu devo continuar?

Mas agora nós temos Matt Flynn, outro QB backup de Green Bay para outro ótimo QB de Green Bay. Tivemos sorte aqui até agora. Mas Flynn é em grande parte desconhecido (exceto claro, por aquele meh 6-jogo que ele teve no último ano contra Detroit). Ele poderia ser ótimo novamente, como se supõe, ou... ele poderia ser apenas meh... e nós já temos em média Tarvaris Jackson (embora ele mostre alguns sinais de semi-brilhantismo de vez em quando).

O Seahawks tinha um grande e gordo meh em Charlie Whitehurst. Jackson parece como o Johnny Unitas em comparação.
Mas infelizmente, além de Tom Brady, Drew Brees, Aaron Rodgers, Eli Manning e talvez Michael Vick... nós poderemos olhar para vários meh neste ano... de novo.

Originalmente publicado em 21 de março de 2012: http://sports.espn.go.com/espn/thelife/music/news/story?id=7714672


 
Duff McKagan Brasil © 2011-2015