quarta-feira, 11 de abril de 2012

Apetite pela indução

Tradução da coluna do Duff na ESPN:

Guns N’ Roses em 1987: Muita atitude, muito mais cabelo e o futuro no Hall of Fame.

Muitos de vocês devem saber que minha banda Guns N’ Roses será introduzida ao Rock and Roll Hall of Fame neste fim de semana em Cleveland. Meu editor tem esperado que eu pudesse, de alguma forma, escrever sobre esta coisa toda estando “por dentro” da situação.
Na verdade, tem sido difícil para eu encontrar um bom lugar para começar a escrever um artigo, ter a mente livre.
Nós não somos mais uma banda, e já faz algum tempo. Todos nós ainda estamos vivos e bem, mas tem havido um pouco de água barrenta que passou debaixo da ponte. Mas a água, barrenta ou não, levou o ‘passado’ e o ‘para sempre’ para longe, e eu não tenho nada além das melhores memórias e o mais alto nível de amor, admiração e sentimentos de fraternidade com todos estes caras. De verdade.

Eu recebi um tipo de carta aberta, que foi destinada para nós do GNR, de um cara chamado Chris Gehert em nome dos “Fãs do Guns N’ Roses do mundo inteiro”, e isso me fez parar por um pouco. Irei mostrar a carta agora na íntegra:

“Querido Guns N’ Roses,

No dia 14 abril de 2012 você será introduzido ao Rock And Roll Hall Of Fame. Isso deu a todos os fãs de GN'R no mundo uma grande esperança por um único show de reencontro. Nossa única chance de ver a formação original juntos no palco novamente, mesmo que por apenas cinco minutos. Algo que há anos falamos que nunca aconteceria. Corriam rumores, a banda negava e os fãs rezavam. Ficava sempre tudo bem, porque você nunca nos prometeu nada.

Com menos de duas semanas para a cerimônia, os fãs estão vendo como nossa esperança por uma reunião começa a desaparecer como a família de Marty McFly em uma foto polaroid. Cada dia surge uma nova história do tipo “não houve nenhuma comunicação”, “ninguém sabe o quais são as exigências”, “ninguém está falando” e ninguém realmente parece se importar.

Nós nos importamos.

Seria fácil apenas ir, aceitar a indução, passar alguns difíceis minutos juntos no palco e não se falarem novamente até o funeral de alguém. Mas desta vez precisamos de mais.

Não estamos tentando ser egoístas, Deus sabe que você nos deu muitas músicas lendárias, shows espetaculares e momentos de rock clássico. Sinceramente, você é a melhor banda de rock na história do mundo. Todos os integrantes e as várias formações do grupo também são impressionantes. Mas eu sei que até mesmo os atuais membros da banda gostariam de vê-los no palco mais uma vez.

Sua música inspirou milhares de pessoas. Por dentro cada um ainda é um fã. Você gostava de Elton John, AerosmithQueenKiss, The Misfits, ELO e outras. Por favor, lembre-se de como é grande a sensação de ver sua banda favorita tocar.

Pedimos que atenda ao telefone, pegue seus instrumentos, arraste Izzy para Cleveland e toquem juntos.

Vocês podem fazer história na música. Por favor, toquem. Nos dê mais uma lembrança. Nós merecemos.

Continuaremos apoiando a banda de qualquer forma. Mas no final de cada concerto, Axl diz a multidão para “não tome... de ninguém” [not take... from anyone]”. E isso significa QUALQUER UM.

Atenciosamente,

Fãs de Guns N' Roses do mundo inteiro.”

Neste ponto: O único motivo que me faz ir para Cleveland nesse final de semana não é para saborear algum tipo de elogio ou porque é uma premiação que é importante para mim. Eu vou porque eu percebi o quanto isso é importante para todos os muitos e muitos fãs que nos apoiaram e acreditaram em nós, e mostraram isso em massa.
A música não é como esporte e, portanto, um Hall da Fama da música é quase um pedestal falso para se assentar. Não há estatísticas em música e arte. Nenhuma banda ou artista é "melhor" do que outro. Música vem de um lugar primordial. É como o Ar. Os Sonhos. E é muito trabalho, um trabalho realmente duro.
Ninguém trabalhou mais duro do que nós naquela época, e nós ficamos felizes por ter encontrado uns aos outros nos becos sujos de Hollywood em algum momento de 1984. Nós escrevemos, e aproveitamos a nossa experiência de vida real em um álbum que de alguma forma se relacionou com o mundo inteiro que se sentia angustiado como nós. Era um tempo brilhante.
Eu também agora espero que possamos tocar uma série de músicas lá, e apenas ir, tocar meu baixo, depois jogar o microfone do palco e ir embora. O mundo do rock and roll seria incendiado mais uma vez... e nós poderíamos fazer um monte de fãs felizes e saciados de alguma forma.
Mas, infelizmente, eu sou responsável apenas por mim, e só posso falar por mim. Eu perdoei e esqueci. Tenho crescido e andado em frente. Parte de mim tem percebido que eu sou impotente perante os outros.
Esse negócio todo, eu espero que se apague sem criar um incêndio. Eu espero que nós possamos conseguir alcançar alguma graça em nossa indução. E eu espero que esta graça seja suficiente, no final, para os melhores fãs de rock do mundo. Os fãs do Guns N' Fucking Roses.
- Duff


Originalmente publicado em 11 de abril de 2012: http://sports.espn.go.com/espn/thelife/music/news/story?id=7799013

 
Duff McKagan Brasil © 2011-2015