quinta-feira, 3 de maio de 2012

Duff: Seattle fica estranha com a escolha de Irvin


Tradução da coluna do Duff na ESPN:
A escolha do Seahawks por Bruce Irvin foi curiosa para muitos observadores, inclusive para nosso colunista

Nós fazemos as coisas um pouco diferentes aqui em Seattle. Nós construímos um edifício no estranho formato de agulha como nosso marco local. Nós temos casas que flutuam. Nós bebemos muito café, e o nome do nosso time de football da NFL vem de um pássaro que nenhum de nós realmente já viu.

Há vários pássaros observáveis por aqui, mas as “Eagles” [Águias] foram tomadas, os “Robins” [Tordos] seriam muito frescos... e “Geese” [Ganso] seria apenas pura bobagem.

Nós fazemos as coisas de uma maneira estranha. Nosso nativo barão do café comprou o nosso local e amado time da NBA, para supostamente ser de “serviço ao público”. Este mesmo CEO maluco do café vendeu o time poucos anos depois, para um forasteiro extremamente transparente e sem justificativa de Oklahoma, que transferiu o time em sua primeira chance. O “público” que este barão do café servia foram os únicos que ele brindou na beira da piscina de algum chique e ensolarado resort em algum lugar por aí, com o lucro bacana de 90 milhões de dólares que ele fez com a venda de nosso time. (Assista “Sonicsgate: Requiem for A Team”, em inglês).

Nós fazemos coisas que fazem as pessoas simplesmente coçarem a cabeça. Nós construímos um super-moderno estádio de baseball para a MLB, sem dúvida a “jóia da coroa” de todos os parques de baseball na América, e então negociamos nossos destaques: Randy Johnson, Ken Griffey Jr., Jose Cruz Jr., Jamie Moyer e Raul Ibanez – que ajudou na construção. Johnson e Moyer acabaram ganhando anéis da World Series depois das negociações.

O que você espera quando tem um dono de equipe que nunca viu seu time jogar?


Ah, Seattle é uma cidadezinha engraçada. Nossa equipe de football irá selecionar jogadores [draft] sem olho real sobre o que as outras equipes estão fazendo ou como seus concorrentes estão manobrando. Não. Nós faremos a escolha de uma clara segunda opção logo na primeira rodada [do draft] apenas para mostrar para todo mundo que aqui, nós fazemos o que nós queremos. Cheirar cola pode muito bem ser uma dessas coisas.

Eu amo meu Seahawks, e por toda a vida, mas Bruce Irvin? Claro, claro, nós muitas vezes provamos estar errados com muitos desses universitários que nós todos consideramos como apostas infalíveis da NFL – mas dê-me uma chance de, pelo menos, ficar animado primeiro. Bruce Irvin? Sério? Bem, OK, Pete. Eu tenho fé em você, cara. Lembre-se Carroll, nosso café É realmente forte por aqui. Beba um pouco menos antes do draft do próximo ano, pode ser?

Sim, nós fazemos as coisas de uma maneira um pouco estranha aqui. Fãs do Sacramento Kings: se sua equipe acaba aqui por um motivo ou outro, por favor tenha paciência com a maneira que nós rolamos. É uma cidade engraçada, mas nós honramos nossas equipes e nossa torcida é incomparável. Sim, nós bebemos muito café e talvez muita cerveja também... mas nós prezamos nossas equipes.



"H-O-P-E" [tradução: “Esperança”] é outra palavra de quatro letras que nós resmungamos e gritamos, juntamente com as outras palavras de quatro letras que resmungamos quando se trata de nossas amáveis equipes esportivas.



 
Duff McKagan Brasil © 2011-2015